Página Inicial | SEGUNDA FEIRA, 19 DE NOVEMBRO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 10/09/2018
Palmeiras vence o clássico contra o Corinthians na arena
Compartilhar Notícia
Deyverson comemora gol contra o Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)


Se vencer o arquirrival era o que faltava para a torcida acreditar definitivamente no “novo” Palmeiras, agora não resta mais nada. Em mais um Dérbi truncado, com lances polêmicos e confusão entre os jogadores, o "Verdão B" (só Weverton, Felipe Melo e Dudu atuaram entre os titulares) venceu o Corinthians por 1 a 0, neste domingo, na arena, e se fortaleceu ainda mais para sonhar também com o título brasileiro. E o gol da vitória veio de um dos símbolos da fase iluminada com Felipão: Deyverson, aplaudido pela torcida e pivô de uma confusão ao sair de campo e piscar para o banco rival. Do lado alvinegro, a estreia do técnico Jair Ventura não foi o bastante para tirar a equipe do momento de crise.

 

Vivo na Libertadores e na Copa do Brasil, o Palmeiras segue colado nos líderes do Campeonato Brasileiro. O Verdão está agora na terceira posição, com 46 pontos, somente três abaixo do Internacional, primeiro, e do São Paulo, segundo. São nada menos que oito jogos de invencibilidade na competição – seis vitórias e dois empates.

 

O Corinthians começa a se complicar na briga por uma vaga na Taça Libertadores de 2019. A equipe parou nos 30 pontos, em nono lugar, e vê os adversários diretos abrirem vantagem. Foi o terceiro jogo seguido sem vencer. Ainda com Osmar Loss, o time empatou em casa com o Atlético-MG e perdeu fora para o Ceará.

 

O HERÓI DO DÉRBI

Deyverson viveu uma tarde iluminada: lutou por todas as bolas, deu chapéu, fez o gol da vitória e saiu de campo aplaudido pela torcida que tanto o criticou recentemente. Ao deixar o gramado, aliás, o atacante deu uma “piscadinha” olhando para o banco de reservas do Corinthians e desencadeou uma confusão. Roger e Fernando Prass bateram boca e acabaram contidos pelos companheiros. Deyverson chegou até a ser repreendido pelo auxiliar Paulo Turra para ficar quieto no banco de reservas e evitar mais problemas.

 

DOIS PÊNALTIS E FELIPÃO EXPULSO

Os jogadores do Palmeiras reclamaram bastante no segundo tempo de um pênalti não marcado. Um, não! Dois no mesmo lance. Deyverson foi tocado por Henrique e, na sequência, Marcos Rocha caiu ao ser atingido por Douglas. Na análise de Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da TV Globo, o árbitro poderia ter marcado pênalti nos dois lances. Felipão foi expulso por reclamação também na etapa final.

 

PRIMEIRO TEMPO: SÓ DEU PALMEIRAS

Foi um Dérbi de muita luta e pouco futebol. O Palmeiras teve uma pequena superioridade ao avançar a marcação e ficar mais tempo com a bola, mas não conseguiu ser efetivo no ataque. O time exagerou nos chutões e facilitou o trabalho da marcação. O Verdão, aliás, se mostrou “pilhado” demais nos primeiros minutos. Lucas Lima esbravejou pedindo pênalti em um lance com Danilo Avelar que aconteceu fora da área. O Corinthians se fechou bem na defesa e, assim como com Osmar Loss, teve dificuldade para segurar a bola na frente. O máximo que conseguiu foi um chute de Jadson por cima do gol. O Palmeiras assustou apenas no fim com Deyverson, em chute da intermediária que passou perto e em cabeceio para fora.

 

SEGUNDO TEMPO: DEYVERSON DECIDE

Felipão colocou Moisés no lugar de Thiago Santos no intervalo para acabar com os chutões. E funcionou. O Palmeiras não foi brilhante, mas cresceu a ponto de abrir o placar, aos 11 minutos. Marcos Rocha cruzou rasteiro da direita, Léo Santos não cortou e Deyverson mandou para as redes. O Corinthians não teve força para reagir e só chegou ao ataque em um cabeceio perigoso de Henrique para fora. O Palmeiras continuou melhor e quase aumentou em ótima jogada de Dudu que parou no travessão. O atacante, aliás, fez uma das melhores atuações dele na temporada. No embalo da festa da torcida e sem ser ameaçado, o Verdão controlou o jogo até o apito final.


Fonte: Globo Esporte







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados