Página Inicial | DOMINGO, 28 DE FEVEREIRO DE 2021
Postada por: Jr Lopes dia 18/02/2021
Níveis dos rios de MS sobem após chuvas e deixam Defesa Civil em alerta no estado
Compartilhar Notícia

O volume de chuva dos últimos dias em Mato Grosso do Sul que causou estragos em diversas regiões deixou a Defesa Civil do estado em alerta. A situação no município de Corguinho, a 100 quilômetros de Campo Grande, é a que mais preocupa o coordenador estadual da instituição, Fábio Catarinelli.

 

No município, um dos mais afetados pelas chuvas no estado, a Defesa Civil afirma que cerca de 250 pessoas estavam isoladas até a tarde de ontem (17/02), além de 4 pontes municipais destruídas pela força da água. Catarinelli afirma que essa é a primeira vez que a instituição registrou a situação de transbordamento de córregos do município, mas tranquiliza a população para os próximos dias.

 

“Consultamos o Cemtec e com a tendência de estabilização do tempo, o momento é de levantamento de danos, para então ser decretada a situação de emergência no município e posteriormente em âmbito estadual”, afirma. Mesmo com essa tendência, o coordenador estadual afirma que a Defesa Civil seguirá acompanhando outras áreas afetadas pela chuva e que possuem histórico de desastres, como nos municípios de Corumbá, Amambai, Miranda e Aquidauana.

 

O município turístico de Bonito também registrou estragos causados pela chuva, com algumas empresas chegando até a interromper passeios pela falta de segurança aos turistas. Dados de climatologia do Instituto Nacional de Meteorologia já apontavam que o volume de chuvas ficaria acima da média histórica para fevereiro, que é de 150 a 200 milímetros. O esperado para todo mês varia entre 200 a 230 milímetros.

 

Nesta quarta, o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) ainda emitiu aviso de evento crítico para risco de transbordamento do Rio Miranda no Distrito Águas de Miranda, em Bonito. "O volume de chuvas a montante, ocorrido nos últimos dias, fez elevar o nível do Rio Miranda muito próximo da cota de Emergência de 650 cm [...] é possível que o Distrito Águas de Miranda ainda receba a água de montante, podendo atingir os ribeirinhos da região”, justifica documento.

 

A última medição do Imasul também deixou em alerta o Rio Miranda na altura do Distrito de Palmeiras (492 cm) e em Aquidauana (689 cm). A cota de emergência de ambos é de 650 cm e 800 cm, respectivamente. O nível do Rio Taquari na estação de Coxim, ainda está há dois dias em nível de alerta para risco de transbordamento. A última medição registrada foi de 429 cm, quando o nível de emergência é de 500 cm.

 

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil ainda informou que toma, como medida preventiva, a disparada de aviso para a população local que esteja cadastrada no 40199 para receber alertas via SMS e também dá suporte aos municípios que sofram com as chuvas.


Fonte: G1-MS







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados