Página Inicial | QUARTA-FEIRA, 15 DE AGOSTO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 01/08/2018
Ladrões de caminhonete são presos após atirar e fazer vítima refém
Compartilhar Notícia
Trio foi preso em flagrante pelo Batalhão de Choque da PM (Foto: Divulgação)


O Batalhão de Choque da Polícia Militar prendeu nesta madrugada (01/08) três criminosos envolvidos com o roubo de uma caminhonete Toyota Hilux SW4, em Campo Grande-MS. Eles renderam a vítima, um rapaz de 19 anos, e a mantiveram como refém, abandonando-a na saída para Rochedo. Dois dos criminosos disseram que receberiam R$ 3,5 mil para entregar o veículo na fronteira. A polícia investiga a participação de mais pessoas no caso.

 

Segundo boletim de ocorrência, o crime ocorreu à tarde. O rapaz aguardava a mãe sair do dentista na Avenida Marquês de Pombal, no Tiradentes, quando foi surpeendido por três criminosos armados que anunciaram o assalto e obrigaram que ele fosse para o banco traseiro. Eles chegaram a dar um tiro perto da vítima, a fim de intimidá-la. Em seguida, ele teve o rosto coberto com capuz e foi amarrado, sendo deixado nas imediações do Departamento Estadual de Trânsito. Além da Hilux, os bandidos levaram dinheiro.

 

Depois de receber denúncia do roubo, equipe do Choque foi para o anel viário na saída para Sidrolândia, que dá acesso à fronteira, pois havia suspeita de que os ladrões fossem fugir para o Paraguai. No local, os militares avistaram o veículo já à noite e deram ordem de parada, mas os dois ocupantes não obedeceram. Teve início perseguição e os PMs atiraram nos pneus, mas erram o alvo. Mesmo assim, conseguiram fazer com o que a Hilux parasse.

 

Giovane Custódio de Oliveira, 30 anos, e Luiz Miguel Nunes Sanches, 25, foram abordados e negaram terem cometido o roubo. Eles disseram que seriam pagos com R$ 3,5 mil apenas para atravessar o veículo até à fronteira e apontaram quais seriam os autores e onde poderiam ser encontrados. Após a abordagem, a polícia foi para uma favela no Jardim Noroeste, onde encontrou Paulo Henrique Camilo Ferreira, 24, em imóvel na Rua Bartolomeu Mitre.

 

O trio foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) da Vila Piratininga, onde Giovane e Miguel relataram que receberam a caminhonete no Indubrasil. Eles disseram que um quarto indivíduo, identificado apenas como Bruno, teria dado carona também aos autores do roubo. Em seguida, Bruno teria retornado com o grupo para a favela no Noroeste. Conforme o grupo,  Bruno teria apenas feito o transporte.


Fonte: Correio do Estado







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados