Página Inicial | SEXTA-FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2017
Postada por: Jr Lopes dia 20/04/2017
Corinthians cai nos pênaltis e Inter avança em Itaquera
Compartilhar Notícia
Internacional elimina o Corinthians na Arena (Foto: Divulgação)


A festa foi colorada na Arena Corinthians. Após dois empates em 1 a 1 no tempo normal, inclusive nesta quarta-feira (19/04), com gols de Maycon e Fagner (contra), o Internacional venceu o Timão por 4 a 3 nas cobranças de pênalti e se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil. O DVD que acumulou tantos extras nos últimos anos, desta vez foi arranhado.

 

Agora, o Colorado aguarda o sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil, quando enfrentará um dos oito clubes brasileiros da Libertadores, e se prepara para encarar a reta final do Campeonato Gaúcho. O Corinthians, por sua vez, foca no Paulistão: no domingo, na mesma Arena, tem a volta das semifinais, contra o São Paulo, com vantagem por 2 a 0 conquistada na ida.

 

O jogo

Se o técnico Antonio Carlos Zago veio à Arena Corinthians com alguma estratégia de jogo definida, precisou repensar tudo logo no comecinho. Tinham passado só sete minutos quando Fagner cobrou um lateral dentro da área e Jô desviou quase imperceptivelmente. Livre por causa de uma bobeada da zaga gaúcha, Maycon aproveitou a sobra para marcar o gol do Timão em um chute de precisão.

 

O Corinthians teve outra chance logo depois, num contra-ataque rápido puxado por Rodriguinho que chegou aos pés de Jô. A batida foi firme, mas saiu pela linha de fundo, no cantinho de Marcelo Lomba. Eram menos de dez minutos de bola rolando, e o jogo já tinha mudado totalmente de característica. 

 

A partir dali, o Corinthians decidiu não se arriscar muito mais. E o jogo seguiu uma tônica particular: o Internacional com controle da posse de bola e das ações, sempre presente no campo ofensivo, mas com pouca eficiência em seus lances. E o Timão buscando contra-ataques, transições rápidas e uma chancezinha pra matar o jogo.

 

Pela necessidade, o Inter abriu o jogo no segundo tempo. Continuou abusando de cruzamentos e passes errados, mas foi ao ataque e deu trabalho para Cássio. Aos 26 minutos, o golpe cruel no Timão: depois de uma sequência de ataques pela direita, Fagner tentou cortar um chute de Nico López e bateu contra a própria meta. Desta vez não deu para Cássio.

 

A iminência dos pênaltis melhorou a qualidade do jogo: ninguém queria pênaltis. Com Diego e Valdivia, Cássio fez seu trabalho. Contra Jô, Lomba fez a diferença. No duelo dos goleiros, nada melhor que pênaltis.

 

As cobranças

Brenner abriu a disputa colocando a bola no canto oposto de Cássio. Na sequência, Jadson meteu no ângulo de Lomba e precedeu dois erros, de William e Maycon. Valdivia e Jô igualaram novamente o placar, Cuesta acertou, mas Marquinhos Gabriel parou em Lomba, Leo Ortiz em Cássio e só Fagner foi deixar tudo igual. 

 

A decisão ficou para as cobranças alternadas... Diego acertou a cobrança dele, mas Arana mandou por cima a última chance de classificação do Corinthians. Mais uma queda em Itaquera, a sexta da história do estádio desde 2015 (Guaraní-PAR, Palmeiras, Santos, Audax, Nacional-PAR e Inter).


Fonte: Lancenet







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados