Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 18 DE DEZEMBRO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 05/12/2018
Onevan mantém candidatura à presidência da Assembleia Legislativa
Compartilhar Notícia
Onevan concede entrevista coletiva e confirma a manutenção de sua candidatura a presidência da Assembleia Legislativa (Foto: Victor Chileno/ALMS)


O deputado estadual Onevan de Matos (PSDB), vice-presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, afirmou, em coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (05/12), que mantém a sua candidatura à presidência da Assembleia Legislativa (2019-2020), ainda que o PSDB tenha declarado apoio a outro candidato da bancada.

 

Interferência do Governo

Onevan de Matos detalhou a interferência de lideranças do PSDB ligadas ao Governo do Estado, especialmente o presidente Beto Pereira e o tesoureiro Sérgio de Paula, junto aos deputados que compõem a bancada eleita do partido.

 

“Basta observar a foto que foi divulgada pelo partido da reunião de ontem: havia apenas 3 deputados, o Beto Pereira e o Sérgio de Paula. Não foi uma decisão dos deputados, mas o resultado da imposição de lideranças ligadas ao Governo e a Assembleia não pode ser um mero apêndice do Executivo”, destacou Onevan.

 

Manutenção da Candidatura

O deputado estadual destacou o seu histórico político-partidário, sua atuação parlamentar coerente ao longo dos 8 mandatos que já exerceu na Assembleia Legislativa e reafirmou que mantém o seu nome como candidato à presidência da Casa.

 

“O nome escolhido pelo PSDB não significa que será o presidente – esta foi uma declaração que ouvi do próprio governador, quando o procurei para deixá-lo a par de minha decisão. Estou preparado, inclusive, para compor com outros deputados – abrindo mão da cabeça de chapa se for o caso – que entendem que a escolha do partido não foi a mais acertada”, complementou Onevan.

 

Futuro

Onevan esclareceu que não tem qualquer interesse em deixar o PSDB, que não irá para a oposição ao Governo do Estado, mas, ponderou, que merecia respeito na condução do processo de escolha dentro da bancada – que sofreu fortes interferências externas.


Fonte: Fernando Ortega/assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados