Página Inicial | DOMINGO, 18 DE AGOSTO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 06/10/2009
Novo Enem coincide com datas de vestibulares
Compartilhar Notícia

O ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou nesta terça-feira a nova data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), adiado após o conteúdo das questões vazar. O exame será realizado entre os dias 5 e 6 de dezembro. A nova data, porém, coincide com vestibulares de algumas universidades públicas e particulares.


Entre os processos seletivos afetados com o novo cronograma estão Unesp (Universidade Estadual Paulista), Cásper Líbero, UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e FGV (Fundação Getúlio Vargas). Segundo Haddad, o MEC tem mantido contato com as universidades para que entrem em consenso e se ajustem à nova data do Enem. Entre as federais que já confirmaram alteração no calendário estão as de Juiz de Fora, de Santa Catarina e a Universidade de Brasília. A Unicamp, em contrapartida, anunciou que não vai mais usar o Enem para compor a nota em seu processo seletivo.


O MEC também informou que os alunos que quiserem mudar a cidade onde a prova será realizada poderão fazer o pedido de transferência a partir dessa quarta-feira, dia 7, no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep): www.inep.gov.br. Os inscritos terão cinco dias de prazo para fazer a alteração.


Força tarefa


Haddad também anunciou que a Polícia Federal participará de todas as etapas da logística da prova. "A PF vai acompanhar todo o processo, desde a saída da prova do cofre do Inep até a distribuição, que deverá ser feita pelos correios", disse Haddad.


O esquema foi definido depois de uma reunião com o ministro da Justiça, Tarso Genro, nesta terça-feira. O Ministério da Justiça pode também, eventualmente, acionar a Força Nacional, que trabalha em apoio a instituições estaduais de segurança em momentos de crise.


A força tarefa — criada para evitar outro vazamento do documento ou qualquer problema de segurança — será integrada também pelo novo consórcio, integrado por Cesgranrio e Cespe, responsável pela elaboração das provas, e pela Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), que se encarregará da logística de distribuição do exame nos mais de 1800 municípios onde será realizado.


De acordo com Haddad, os Correios adotarão um esquema semelhante ao utilizado nas eleições gerais no país, quando faz a distribuição de urnas eletrônicas. "Estamos adotando todos os dispositivos de segurança para que os alunos façam a prova com tranquilidade", disse.


Fonte: Agência Brasil







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados