Página Inicial | SÁBADO, 21 DE SETEMBRO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 18/09/2009
Polícia Civil do MS recebe novos profissionais na segunda-feira
Compartilhar Notícia

A Polícia Civil do Estado forma 324 novos profissionais na próxima segunda-feira (21). Destes, 291 vão atuar nas cidades sul-mato-grossenses - 33 formandos são do estado de Roraima. Para o diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas Neto, os novos policiais vêm otimizar o trabalho desenvolvido pela instituição, uma vez que esta será a primeira turma formada com uma matriz curricular padronizada em todo o País e voltada apenas para profissionais com curso superior.


O quadro da PC será reforçado agora com 132 escrivãos, 69 investigadores, 24 peritos papiloscopistas, 41 peritos criminais e 22 médicos legistas. “Agora nós estamos começando um novo processo e repondo os profissionais que estão saindo, se aposentando. Eles estão entrando na polícia com uma formação de técnicas modernas, após um longo período de preparação”, observa Razanauskas.


Passados seis meses de curso na Academia de Polícia Civil (Acadepol), com uma carga horária de 885 horas/aula, agora os futuros servidores se preparam em estágios supervisionados nos órgãos da segurança pública, tendo contato com a prática. “Este período de estágio é fundamental para a formação destes profissionais. Além disso, serve para melhorar o trabalho das delegacias e corrigir alguns erros que ainda são cometidos, é um caminho de três vias”, define.


Ainda segundo Razanauskas, a lotação dos novos servidores deve ser definida de acordo com a necessidade dos municípios. “A prioridade é encaminhar efetivo para as cidades do interior que mais precisam de pessoal”, afirma. Ele diz que a uma das maiores necessidades da polícia civil hoje seria formar peritos para trabalhos externos, como os peritos ambientais, por exemplo. Neste caso específico, os novos profissionais seriam encaminhados para regiões que trabalham com a questão da preservação ambiental.


Sobre a aplicação de recursos em material para a polícia civil, o diretor-geral explica que todos os municípios do Estado receberam pelo menos uma viatura para reforçar o trabalho já desenvolvido com o veículo que já operava na cidade. Além disso, quase todo o armamento dos policiais civis já foi substituído. “Essa substituição de armamento só não aconteceu na totalidade porque antes de fazer essa troca, o policial que recebe o equipamento deve passar por um curso de manutenção e utilização da arma”, diz.


Razanauskas lembra que mesmo com os novos profissionais, a polícia civil ainda necessita de um número maior de pessoal em ação. Por isso, será enviada a solicitação para o governador para serem chamados os aprovados em todas as fases anteriores do concurso - do qual participaram os formandos – e que não foram convocados para a Acadepol. Um novo concurso ainda deve acontecer no próximo ano e já no dia 1º de outubro começam as aulas para os 44 matriculados do curso de delegados.


A formatura dos novos profissionais da polícia civil acontece na segunda-feira (21), a partir das 19h, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.


Fonte: TV Morena







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados