Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2021
Postada por: Jr Lopes dia 28/03/2021
PMA de Naviraí autua arrendatário de lote em assentamento por provocar incêndio em pastagem
Compartilhar Notícia
Infrator alegou que incêndio deixaria a área melhor para o gradeamento da terra com tratores para plantar lavoura de milho (Foto: Divulgação/PMA)


A Polícia Militar Ambiental (PMA) deflagrou no dia 22 deste mês a operação “Prolepse” de prevenção aos incêndios em Mato Grosso do Sul. Apesar de o foco especial ser a região rural do Pantanal, dentro dos trabalhos, os incêndios urbanos, de palhada da cana-de-açúcar e pastagens também são preocupantes e a sua prevenção e combate é uma das metas da operação.

 

PREVENÇÃO NOS ASSENTAMENTOS RURAIS

No início da noite deste sábado (27/03), a PMA de Naviraí realizava o trabalho informativo e educativo nos assentamentos do município e dos municípios vizinhos e deparou com um incêndio que havia acabado de ser provocado, em um lote do Assentamento Santo Antônio, localizado no município de Itaquiraí.

 

O arrendatário do lote [lotes de assentamento nem podem ser arrendados] informou que havia provocado o incêndio na área de pastagem, para ficar melhor para o gradeamento da terra com tratores e que na área ele iria plantar lavoura de milho. A PMA ordenou e auxiliou na extinção do incêndio. A equipe mediu a área incendiada com uso de GPS que perfez 3,9 hectares, porém, a área a ser queimada seria maior, caso a fiscalização não chegasse.

 

O infrator (51), residente em Itaquiraí, foi orientado sobre os problemas gerados pelos incêndios e em seguida, os Policiais o autuaram administrativamente e aplicaram-lhe multa de R$ 4 mil.

 

PREVENÇÃO NAS USINAS SUCROENRGÉTICAS

A PMA de Dourados e de outras Subunidades que possuem regiões onde existem usinas sucroenergéticas sob suas responsabilidades fiscalizatórias, estão realizando reuniões com gerentes e chefes de operações das empresas, no sentido de se realizar um planejamento para evitar os incêndios e, quando não for possível, que se realizem os trabalhos de queima de forma licenciada pelo órgão ambiental no período permitido, seguindo todas as condicionantes para se evitar a perda do controle e os prejuízos ao ambiente, bem como as autuações que impõem multas em valores financeiros altos.


Fonte: PMA/ Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados