Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2021
Postada por: Jr Lopes dia 03/03/2021
Mais jovem e com reforços caseiros: como o Palmeiras estreia no Campeonato Paulista
Compartilhar Notícia
Elenco do Palmeiras na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras)


O primeiro jogo do Palmeiras na nova temporada mostra que a ideia de manter a base presente no elenco profissional provavelmente será mantida em 2021. Para a estreia no Paulistão, nesta quarta-feira (03/03), às 19h (de Brasília), contra o Corinthians, o técnico Abel Ferreira terá um grupo com média de idade de 22,5 anos.

 

O time que enfrentou o Grêmio no último domingo, pela primeira final da Copa do Brasil (ainda pela temporada 2020), tinha média de idade de pouco mais de 28 anos. Desta formação, apenas Luan, expulso em Porto Alegre, tem condição de atuar no Dérbi.

 

Faz parte do planejamento do Verdão dar descanso aos titulares depois da competição nacional. Por isso, o Paulistão será disputado inicialmente por um grupo mais jovem e pelos atletas que não vêm atuando regularmente.

 

A provável escalação do Palmeiras para esta quarta-feira conta com jogadores experientes, como Jailson (39 anos), Lucas Lima (30 anos) e Willian (34 anos). A "Lista B", formada por atletas até 21 anos, faz a média de idade do grupo cair.

 

O mais jovem da lista é Giovani, atacante de 17 anos e que terminou o ano de 2020 como artilheiro da base no clube. Outros jogadores que ganharam espaço recentemente com Abel Ferreira são: Renan, Vanderlan, Marcelinho e Gabriel Silva, todos de 18 anos.

 

Duas carências do elenco foram resolvidas momentaneamente com soluções caseiras. Reintegrados, o lateral-esquerdo Victor Luis e o atacante Papagaio serão observados durante a fase de grupos do Campeonato Paulista.

 

A lateral esquerda do Verdão causou dor de cabeça e a necessidade de improvisações nos últimos meses de 2020. Com Renan, que também é zagueiro, e Esteves, que vem jogando mais avançado, como opções para a vaga de Matías Viña, Gustavo Scarpa foi quem mais se destacou no setor.

 

O meio-campista foi titular em quatro jogos como lateral e recebeu elogios da comissão técnica. O retorno de Victor Luis deve dar mais equilíbrio ao plantel.

 

No ataque, Abel Ferreira já falou publicamente sobre a necessidade de o Verdão contratar um centroavante. Tanto que a diretoria tem interesse em Rafael Santos Borré, mas o colombiano deve permanecer no River Plate até junho.

 

Apenas Luiz Adriano tem a característica de camisa 9, função que já foi desempenhada por Willian e Rony. O retorno de Papagaio é uma alternativa para a posição, mas o atleta não entra em campo desde o dia 9 de novembro de 2019, quando atuava emprestado ao Goiás.

 

De lá para cá, ele cumpriu suspensão por doping – o atacante testou positivo uma substância diurética proibida em um jogo pelo Atlético-MG – e voltou a treinar na Academia no mês passado.


Fonte: Globo Esporte







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados