Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2021
Postada por: Jr Lopes dia 26/01/2021
Rede Hemosul permite que moradores do interior também ajudem a salvar vidas
Compartilhar Notícia
Foto: Divulgação


Responsável pela distribuição para as unidades hospitalares de todo Estado o Hemosul Coordenador está sempre pedindo aos doadores que compareçam à unidade para auxiliar na reposição dos estoques.

 

Para se ter uma ideia, no ano passado o número de coletas de sangue diminuiu cerca de 10% com relação a 2019 em toda a Rede Hemosul. Embora o indicador pareça pequeno, ele representa 5 mil bolsas de sangue a menos, ou seja, como se todas as unidades do Estado ficassem fechadas por um mês.

 

Conforme a instituição, em Mato Grosso do Sul apenas 2,2% da população é doadora de sangue, e na Capital esse indicador é de 3%, enquanto a OMS recomenda entre 3% a 5% para que seja possível atender a demanda.

 

Para garantir a segurança dos doadores durante a pandemia, foram criados mecanismos para evitar qualquer tipo de contaminação, com fluxos de entrada diferenciados, possibilidade e agendamento de horário para doações, além da oferta de mecanismos de segurança.

 

A Rede Hemosul conta com unidades de coleta em cinco municípios do interior do Estado. Dourados, Três Lagoas, Ponta Porã, Paranaíba e Coxim são as cidades que permitem ao sul-mato-grossense ajudar a salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos, intervenções médicas, feridos e pacientes de doenças crônicas graves.

 

A instituição pretende retomar esse ano com campanhas de coleta em municípios onde não há unidades da Rede Hemosul entre outras ações para atrair novos doadores e fidelizar os antigos.


Fonte: Secretaria de Estado de Saúde (SES)







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados