Página Inicial | DOMINGO, 25 DE OUTUBRO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 01/10/2020
Indústria de MS alavanca economia com 5,4 mil novas vagas de emprego no ano e Longen destaca retomada do setor
Compartilhar Notícia
Foto: Divulgação


De janeiro a agosto deste ano, apesar da pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19), o setor industrial de Mato Grosso do Sul consolidou-se como o maior gerador de postos formais de trabalho no Estado até o momento com a abertura de 5.424 novas vagas de emprego, conforme aponta levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems.

 

Na avaliação apenas do mês de agosto deste ano, as indústrias sul-mato-grossenses abriram 1.358 novas vagas, demonstrando que a atividade encerrou o mês com o total de 130.439 trabalhadores empregados, indicando um aumento de 4,34% em relação ao fechamento do ano anterior, quando o contingente ficou em 125.015 funcionários.

 

Para o presidente da Fiems, Sérgio Longen, no geral, Mato Grosso do Sul já é o 3º na geração de emprego no Brasil, o que é um reflexo das ações que o setor produtivo vem construído para o fortalecimento da economia local para que, em um momento de dificuldade, tivesse uma base sólida para continuar avançando.

 

“A indústria está cada vez mais organizada e focada nos objetivos de ampliar a comercialização dos seus produtos, tanto no mercado interno, quanto no mercado externo, o que tem se trazido em um resultado satisfatório”, analisou, completando que a indústria é o 1º setor na geração de empregos no Estado e, além disso, vem ampliando suas bases de atuação em todo Mato Grosso do Sul.

 

“Durante a pandemia, vários segmentos da indústria se destacaram graças aos protocolos de biossegurança adotados pelas empresas, em especial a alimentação e a construção civil, que tiveram os cuidados redobrados. Entendo que esse esforço aliado às ações criadas pelo Sistema Fiems para fortalecer a atividade contribuíram para o aumento na geração de emprego pela indústria estadual e o resultado está aí nos indicadores econômicos”, declarou o líder industrial.

 

Dados do setor

Segundo análise do coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, teve um crescimento de 88% no total de vagas abertas pela indústria em Mato Grosso do Sul de janeiro a agosto deste ano, quando comparado com o mesmo intervalo do ano anterior. “São 5.424 novas vagas de janeiro a agosto de 2020, contra 2.886 no mesmo período de 2019”, informou.

 

Ele revela que as atividades industriais que mais abriram vagas no mês de agosto foram abate de suínos (+343), construção (+159), fabricação de produtos de pastas celulósicas, papel, cartolina e papelão (+127), abate de bovinos (+99), preparação de subprodutos do abate (+88) e fabricação de refrigeradores (+64).

 

No acumulado do ano, conforme o economista, as atividades industriais que mais abriram vagas foram abate de suínos (+1.449), construção (+938), abate de aves (+850), fabricação de celulose (+716), fabricação de açúcar (+629), preparação de subprodutos do abate (+564), abate de bovinos (+353), fabricação de óleos vegetais (+275) e fabricação de etanol (+237).

 

Em relação aos municípios, constata-se que em 55 deles as indústrias registraram saldo positivo de contratação, com destaque para Dourados (+1.308), São Gabriel do Oeste (+499), Naviraí (+448), Rio Brilhante (+388), Sidrolândia (+311), Itaquiraí (+265), Aparecida do Taboado (+261), Caarapó (+251), Campo Grande (+236), Três Lagoas (+228), Brasilândia (+201), Fátima do Sul (+201), Água Clara (+177), Angélica (+167), Nova Andradina (+147) e Nioaque (+112).


Fonte: Fiems/DICOM







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados