Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 02 DE JULHO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 02/04/2020
FPF recusa ajuda financeira aos árbitros durante paralisação
Compartilhar Notícia
Árbitros do Paulistão não receberão ajuda da Federação Paulista durante a pandemia (Foto:Cesar Greco)


A Federação Paulista de Futebol (FPF), recusou dar ajuda financeira aos árbitros paulistas que estão parados por conta da pausa dos campeonatos em decorrência do novo coronavírus. O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (Safesp) enviou a solicitação no dia 18 de março, mas a Federação respondeu somente nesta quarta-feira (1).

 

No documento, a FPF diz não ter condições de ajudar os árbitros profissionais, já que não está recebendo por conta da paralisação dos campeonatos. 

 

- Estamos impossibilitados de atender ao requerimento formulado, considerando que a epidemia da COVID-19 acarretou a suspensão dos recebíveis relacionados aos campeonatos organizados por esta Federação, que se encontram atualmente suspensos - diz trecho da carta, assinada pela presidente da Comissão de Arbitragem da FPF, Ana Paula de Oliveira, ex-árbitra profissional. 

 

O presidente da SAFESP, Aurélio Sant’Anna Martins, lamentou a postura da Federação Paulista, e disse que a entidade está 'fazendo pouco caso' dos profissionais de arbitragem.

 

- Parece até resposta do dia da mentira. A FPF, ao meu ver, está fazendo pouco caso dos árbitros e desmerecendo a importância e o trabalho dos profissionais que são essenciais a todos os jogos daquela entidade. A Comissão prometeu ser mais humana na pré-temporada de janeiro, mas ela não tem sido nenhum pouco humana com nossos árbitros – disse Aurélio, ao site do sindicato. 

 

Vale lembrar que também nesta quarta-feira (1), a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), anunciou que dará um repasse aos árbitros para ajudá-los durante o período de paralisação dos campeonatos devido ao surto do novo coronavírus. A entidade irá adiantar o valor correspondente à melhor taxa recebida pelo profissional no ano passado. O valor será abatido nas futuras escalações dos profissionais.


Fonte: Lancenet







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados