Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 31 DE MARÇO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 16/03/2020
Hospital Municipal de Naviraí se prepara para eventual caso de coronavírus
Compartilhar Notícia
Foto: Divulgação


O gerente de Saúde do município, Welligton de Mattos Santussi, ao responder indagações da imprensa local, afirmou na semana passada que o Hospital Municipal de Naviraí, também conhecido por Santa Casa, está totalmente preparado para o caso de surgimento aqui da doença chamada de coronavírus. Ele disse que após reuniões da Câmara Técnica da saúde pública municipal, algumas providências foram tomadas em caráter de urgência.

 

O gerente de Saúde explicou que ficou definido um fluxo de atendimento para os pacientes suspeitos do coronavírus e também com suspeita da gripe Influenza H1N1. “Em decorrência dessa ação, já preparamos aqui no hospital, transformando uma sala a mais do Pronto Socorro que nós vamos chama-la de Sala Laranja, destinada a triagem daqueles casos que sejam suspeitos de infecção respiratória pelo coronavírus ou pelo Influenza. Agora os suspeitos não ficarão mais em sala juntos com outros pacientes. Esta sala está equipada com os pontos de oxigenioterapia, cadeiras com poltronas confortáveis para poder ficar ali e receber até mesmo um soro, se for necessário”, disse ele.

 

O gerente de Saúde também esclareceu que depois de passar pelo primeiro atendimento, os casos que forem considerados graves vão para o isolamento. Já preparamos uma área de isolamento, junto à sala vermelha e temos mais dois leitos lá em cima que vão ficar preparados e equipados para receber esses pacientes, caso seja necessário. “Caso agrave ainda mais, temos um plano de contingenciamento, nós vamos desativando enfermarias, como a da clínica cirúrgica, por exemplo, transformando essas enfermarias em isolamento respiratório para ter condições reais a esses pacientes”, esclareceu Santussi.

 

Welligton explicou que a melhor maneira de prevenir qualquer infecção viral não só o corona é lavando bem as mãos. “A gente recomenda, principalmente, a população mais idosa que é mais sensível, a permanecer em casa nesse período, porque daqui para frente existe a possibilidade de crescer a manifestação, até porque estamos perto da chegada do inverno e a baixa umidade do ar começa a aumentar a propagação desses vírus. Então, nesse período de baixas umidades do ar, de noites frias e dias quentes, a resistência do corpo começa a dar uma diminuída, as viroses começam a aparecer. Então a população idosa precisa se cuidar um pouquinho mais”, concluiu ele.


Fonte: Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados