Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 09 DE JULHO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 22/10/2019
Alta carga tributária é a principal dificuldade dos donos de pequenos negócios em MS
Compartilhar Notícia
Foto: Divulgação


A alta carga tributária é a principal dificuldade encontrada no dia a dia pelos donos de pequenos negócios em Mato Grosso do Sul, assim como figura entre os três principais motivos para o encerramento de atividades. É o que indica pesquisa feita pelo Sebrae entre maio e agosto deste ano, envolvendo 428 empreendedores de todo o Estado. A conquista de clientes também foi apontada pelos empresários como um dos obstáculos para os negócios.

 

A pesquisa feita pelo Sebrae teve como objetivo levantar o perfil dos empresários donos de microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). Dos empreendedores que responderam a pesquisa em relação à principal dificuldade encontrada no dia a dia, 24% apontou que a carga tributária é uma das maiores dificuldades para quem decide abrir o próprio negócio.

 

Outros 16% indicaram conquistar clientes e vender mais como obstáculo, enquanto 11% dos entrevistados afirmaram que a mão de obra também é uma dificuldade. Entre outras dificuldades identificadas pela pesquisa, apareceram inadimplência, problemas para conseguir crédito e controlar ou gerenciar o dinheiro da empresa.

 

Para o analista do Sebrae/MS, Julio Cesar da Silva, a carga tributária é um entrave recorrente há décadas no Brasil. Para tentar driblar essa problemática, a solução é tentar se organizar para que os tributos não pesem no orçamento da empresa.  “O problema é que estes impostos não param de chegar. Quando as empresas param de pagá-los, pelo contrário, eles retornam com multas e juros, o que atrapalha ainda mais a vida do empreendedor”, comentou.

 

Julio Cesar da Silva reforça que tudo é uma questão de organização no gerenciamento dos negócios. “Se o empresário tiver o controle das finanças da forma correta, formar seu preço com todos os custos e separar suas contas pessoais das contas do negócio, a conta fecharia no final do mês”.

 

A pesquisa do Sebrae também confirmou a importância da formalização para os donos de micro e pequenas empresas. As motivações para empreender se concentraram em aspectos positivos como conhecimento e experiência na área em que atua, seguido de oportunidade de mercado e vontade de abrir um negócio.

 

As pessoas ouvidas na pesquisa em Mato Grosso do Sul admitiram que necessitam de uma maior capacitação. Entre as três áreas mais votadas estão, controle e gestão financeira, na área de melhoria da qualidade produto/serviço e também na área de propaganda e marketing.


Fonte: Agência Sebrae de Notícias







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados