Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 05/08/2019
Indústria de MS encerra 1º semestre com saldo positivo de 1,9 mil novos postos de trabalho
Compartilhar Notícia
Foto: Divulgação


O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, encerrou o 1º semestre deste ano com saldo positivo na geração de empregos de 1.918 novos postos de trabalho, conforme aponta levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems. De acordo com os dados disponibilizados, de janeiro a junho, as indústrias do Estado registram saldo positivo graças às 30.790 contratações e 28.827 demissões.

 

Na avaliação do presidente da Fiems, Sérgio Longen, sempre é preciso comemorar indicadores positivos no setor industrial. “São aproximadamente quase dois mil empregos a mais no 1º semestre deste ano gerados pela indústria do Estado. Trata-se de um número muito significativo e demonstra que, desde o ano passado, o setor vem tomando corpo e se fortalecendo”, declarou.

 

Ele projeta que, no 2º semestre, as coisas devem melhorar ainda mais para o setor industrial do Estado. “Até porque as reformas estruturantes no Brasil estão avançando e o Congresso Nacional começa a responder mais positivamente aos desejos do setor produtivo brasileiro. Os parlamentares, principalmente os novatos, estão demonstrando mais habilidade nas discussões dentro das comissões e também durante as sessões”, pontuou.

 

Para Sérgio Longen, com certeza o País vive um cenário mais favorável e a indústria vai continuar avançando, tanto a estadual, quanto a nacional. “Além disso, novas empresas estão vindo para Mato Grosso do Sul e vão gerar mais empregos. Consequentemente, isso vai impactar com um saldo ainda mais positivo para o setor até o fim deste ano”, estimou.

 

Os dados

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o saldo positivo do 1º semestre pode ser creditado às indústrias da construção (+616), de alimentos e bebidas (+535), química (+459) e de papel, papelão, editorial e gráfica (+239). “Nos últimos 12 meses, o setor teve saldo positivo de 989 novos postos de trabalho, resultado de 57.383 contratações e 56.394 demissões”, informou.

 

Ainda de acordo com ele, esse saldo positivo dos últimos 12 meses foi puxado pelas indústrias de alimentos e bebidas (+1.453), de papel, papelão, editorial e gráfica (+177), metalúrgica (+159) e mecânica (+133). “O setor encerrou o semestre com 122.945 trabalhadores empregados. Atualmente, a atividade responde por 18,9% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul, ficando atrás de serviços (195.194 trabalhadores), administração pública (133.909 empregados) e comércio (127.506 empregados)”, detalhou.

 

O economista relata que no semestre 111 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 3.419 vagas. Entre as atividades industriais com saldo positivo de pelo menos 50 vagas, destacam-se fabricação de álcool (+509), abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+396), fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel (+182), fabricação de açúcar em bruto (+178), serviços especializados para construção não especificados anteriormente (+176) e obras de engenharia civil não especificadas anteriormente (+160).

 

Em relação aos municípios, constata-se que em 46 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a junho de 2019, proporcionando a abertura de 2.686 vagas. Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 40 vagas, destacam-se Campo Grande (+417), Naviraí (+371), Itaquiraí (+207), Maracaju (+199), Coxim (+168), Sidrolândia (+168), Aparecida do Taboado (+127), Chapadão do Sul (+106), Paraíso das Águas (+86), Nova Andradina (+80), Nova Alvorada do Sul (+58), Angélica (+52), Corumbá (+51), Terenos (+47), Bataguassu (+43), Costa Rica (+41) e Anastácio (+40).


Fonte: Fiems/DICOM







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados