Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 27/06/2019
Piloto que alegou sequestro e funcionário de prefeitura são presos
Compartilhar Notícia
Polícia cumpre mandados de prisão e busca e apreensão e vai até a casa do piloto após ele alegar sequestro em MS (Foto: Polícia Civil/Divulgação)


O piloto de 77 anos, que alegou ter siso sequestrado em Paranaíba, na região leste do estado, além de um funcionário da prefeitura da cidade, foram presos nesta quinta-feira (27/06), durante nova fase da operação Ícaro. Ao G1 a delegada Ana Cláudia Medina, responsável pela operação, disse que foi decretada a prisão temporária dos envolvidos, de 5 dias, após análise de imagens, dados e a rota de voo.

 

Ainda conforme a delegada, a prisão pode ser prorrogada no decorrer do inquérito policial. A polícia também cumpre 5 mandados de busca e apreensão em residências, hangares do aeroporto e uma fazenda na mesmo município.

 

A ação da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco) conta com apoio da Delegacia Regional e a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paranaíba e teve a fase nomeada como "rota caipira", por ser esta uma rota de traficantes.

 

Vídeo circulou nas redes sociais, supostamente mostrando o piloto

Há uma semana, um vídeo circulou nas redes sociais, supostamente mostrando o piloto. Ele estaria chegando no aeroporto municipal de Paranaíba. No depoimento, o idoso contou que conseguiu chegar até Cáceres (MT), após escapar de criminosos em uma fazenda na Bolívia, usando a mesma aeronave, que segundo ele, foi roubada no dia 18 de junho.

 

Pelas imagens, é possível ver o avião sobrevoando até o momento do pouso. Ao lado da pista, uma viatura da Polícia Civil espera pelo piloto.

 

Vítima alega que foi rendida por bandidos encapuzados que se identificaram como integrantes de facção

Segundo o depoimento que o G1 teve acesso, a vítima disse que foi rendida por bandidos encapuzados que identificaram-se como integrantes de uma facção criminosa. Ele afirmou que foi obrigado a entrar na própria casa e, de lá, conduzido por eles até o aeroporto. No local, teria sido forçado a levar a aeronave modelo Cessna 182 Skylane para uma fazenda no Paraguai.

 

Ele declarou ainda que os bandidos disseram saber sobre as chaves do hangar e que precisariam de um avião que tinha pousado na noite do dia 17 de junho. Ainda conforme a polícia, o piloto contou que, no dia do crime, por volta de 06h30 (de MS), decolou com destino ao Paraguai, onde permaneceu o dia inteiro em uma propriedade rural.

 

Na manhã do dia seguinte, por volta de 06h20, dois suspeitos que o renderam e um terceiro homem de nacionalidade paraguaia, foram no mesmo avião para uma propriedade na Bolívia. Segundo a vítima, por volta de 14h30, ele aproveitou a distração dos suspeitos e conseguiu fugir com aeronave até Cáceres onde pousou às 17h15.


Fonte: TV Morena







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados