Página Inicial | SEGUNDA FEIRA, 25 DE MARÇO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 03/01/2019
Apreensões de armas e cigarros aumentaram em MS
Compartilhar Notícia
Armas apreendidas pela Polícia Militar Rodoviária (Foto: Divulgação)


As fronteiras com a Bolívia e o Paraguai fazem de Mato Grosso do Sul uma das principais rotas do crime organizado. Por este motivo, a Polícia Militar Rodoviária intensificou  fiscalização nos cerca de 15 mil quilômetros de rodovias estaduais e aumentou em mais de 300% as apreensões de cigarros e armas de fogo no ano de 2018.

 

No mês passado, a corporação inaugurou o Centro de Comando e Controle, na base de Vista Alegre, em Maracaju, que vai auxiliar os serviços de inteligência e monitoramento. Por outro lado, o total de droga apreendida diminuiu.

 

Segundo balanço divulgado pelo coronel Wagner Pereira da Silva, comandante da PMR, as apreensões de cigarros contrabandeados cresceu 365, 44%, alcançado 4.803.660 maços recolhidos, contra 1.314.470 em 2017.

 

Ainda neste ano, os policiais tiraram de circulação 44 armas, dentre as quais fuzis e pistolas de calibres restritos, de uso exclusivo das forças armadas e policiais, contra 13 no ano passado. O crescimento foi de 338,46%. Ainda foram apreendidas 8.556 munições de vários calibres.

 

As apreensões de pneus que entraram ilegalmente ao Brasil, configurando em tese o crime de descaminho, também foram expressivas, com aumento de 660,95%, somando 2.082 unidades apreendidas em 2018, contra 315 em 2017. Foram recuperados 110 veículos produtos de roubo ou furto.

 

No caso das drogas, foram apreendidas 66,87 toneladas, o que representa redução de 22,3% em comparação com 2017. "É um fenômeno experimentado por todos os órgãos de segurança pública que atuam no enfrentamento a este crime", disse o coronel Wagner.

 

TRÂNSITO

Já na atividade de trânsito, houve um aumento na fiscalização, pois segundo a PMR foram produzidos 16.542 autos de infração em 2018, 3.914 a mais que em 2017, um crescimento na ordem de 23,66 %, considerando os números de autuações de trânsito em todo o estado.

 

Os acidentes também diminuíram: foram 508 em 2018, contra 604 em 2017, redução de 15,9 %. O número de vítimas fatais também registrou uma pequena redução, com 105 em 2017, e agora 101, redução de 3,8 %. 

 

O total de vítimas graves teve leve crescimento de 6,6%, somando ao todo nove vítimas graves a mais que em 2017.  O número de documentos recolhidos pelo PMR também aumentou foram ao todo 4.467 documentos (CNH e CLA) quase mil a mais do que em 2017, quando se recolheu 3.554.

 

“Trabalhamos incessantemente em 2018 com foco na redução de acidentes e na preservação da ordem pública, ainda implementamos ferramentas tecnológicas para aperfeiçoar a gestão de ocorrências, o planejamento operacional e o relacionamento com os usuários de nossas rodovias estaduais”.


Fonte: Correio do Estado







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados