Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 21 DE MAIO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 03/12/2018
Piloto morre em queda de avião em área rural de Naviraí
Compartilhar Notícia
Avião que caiu na área rural de Naviraí, MS, há pelo menos dois dias (Foto: Polícia Civil/Divulgação)


Uma equipe da Delegacia de Polícia Civil de Naviraí, além de peritos, seguiram na manhã deste domingo (02/12) para uma área rural de difícil acesso do município, onde ocorreu a queda de um avião na quinta-feira (29/11). O acidente, que só foi comunicado à polícia no sábado (01/12), por moradores da região, provocou a morte do piloto de 23 anos de idade.

 

Além das autoridades policiais, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA ) também foi notificado do caso. De acordo com a polícia, o avião caiu no Parque Estadual das Várzeas do Ivinhema.

 

Corpo de piloto é identificado

Foi identificado na tarde desse domingo (02/12) o corpo do piloto encontrado dentro de uma aeronave que caiu na região de Naviraí. Segundo a polícia, Gustavo Henrique da Silva, de 23 anos, pilotava o avião de pequeno porte que pertence a um empresário de Goiânia (GO).

 

A polícia ainda não sabe qual a causa do acidente, mas já ouviu depoimentos e tem informações para esclarecer algumas circunstâncias. O local de difícil acesso, é uma área de brejo, com muita água e por isso os peritos e policiais tiveram dificuldades para retirar o corpo do piloto, que ficou trancado no avião.

 

Segundo o delegado regional da Polícia Civil de Naviraí, Claudineis Galinari, o avião pertence a um empresário de Goiânia que já prestou alguns esclarecimentos e são essas informações que ajudam a entender o que aconteceu.

 

De acordo com a polícia, empresário disse que, na quinta-feira, emprestou a aeronave para o piloto 'Gustavo' buscar dois motores de barco na cidade de Guaíra, no Paraná. A aeronave saiu de Goiânia e o piloto não fez mais contato.

 

Ainda segundo o do dono da aeronave, na sexta-feira, antes mesmo de comunicar as autoridades sobre o desaparecimento, o empresário fez um sobrevoo no local onde o GPS apontava onde estava a avião e conseguiu chegar até a região do acidente.

 

De acordo com a polícia, quando pousou no parque, o empresário chegou a ser abordado por uma equipe da Polícia Ambiental, mas mesmo assim não falou nada sobre a queda do avião. Ele contou aos militares que ficou com medo da abordagem, por isso não falou sobre o acidente. Segundo o delegado não foi encontrado nada ilícito na aeronave e nem sinais de irregularidade.

 

O Centro de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi notificado pela polícia e hoje começa uma investigação para saber onde esse avião estava indo e as causas do acidente. O proprietário também será investigado, porque soube do acidente mas não comunicou a polícia.


Fonte: TV Morena







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados