Página Inicial | SÁBADO, 15 DE JUNHO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 20/11/2018
Justiça nega pedido de liberdade para esposa de assassino confesso de jogador
Compartilhar Notícia
Cristiana (primeira da direita para esquerda) tentou ganhar a liberdade. Ela está presa com a filha e o marido, autor confesso (Foto: Reprodução/RPC)


A Justiça negou o pedido de revogação da prisão de Cristiana Brittes, suspeita de envolvimento na morte do jogador Daniel, de acordo com o advogado Cláudio Dalledone, que faz a defesa dela. O pedido foi feito na semana passada ao juiz de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde Daniel foi morto no dia 27 de outubro.

 

Cristiana está presa preventivamente e é esposa de Edison Brittes Júnior, autor confesso da morte de Daniel, que alega que o atleta tentou estuprar Cristiana. Daniel postou fotos na cama com Cristiana, em que ela, aparentemente, aparecia dormindo. O delegado Amadeu Trevisan afirmou que não houve tentativa de estupro.

 

O advogado de Cristiana recorreu da decisão do juiz, que foi o mesmo que decretou a prisão dela. A data exata do pedido não foi informada pela defesa, nem quando houve a negativa.

 

Em depoimento, Cristiana disse, que, quando acordou, viu Daniel em sua cama e que ele estava esfregando o pênis nela. Ela conta que gritou por socorro, quando seu marido ouviu e invadiu o quarto. As sessões de espancamento no jogador teria começado nesse momento. Outras testemunhas negam que ela tenha gritado e que apenas Daniel gritou e pedido para não morrer.

 

Cristiana Brittes está presa preventivamente sob suspeita de tentar coagir testemunhas. Ela aparece no vídeo gravado em um shopping, ao lado do marido e da filha, onde o grupo combinava uma versão para a morte de Daniel com outras testemunhas.

 

Além da família Brittes, outras quatro pessoas estão presas preventivamente.


Fonte: Globo Esporte







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados