Página Inicial | SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 27/04/2018
Site consulta INSS de graça e diz quando você vai se aposentar
Compartilhar Notícia
Portal Meu INSS disponibiliza requerimentos na Internet (Foto: Divulgação)


O INSS implementou nesta quinta-feira (26/04) o sistema de INSS Digital no Rio de Janeiro, em todas as agências do estado, para agilizar a concessão de aposentadorias. Os postos de atendimento passam a emitir apenas os documentos e protocolos, para acompanhar o processo na web. A medida complementa o sistema de digitalização do órgão, que oferece uma série de serviços automatizados no portal Meu INSS.

 

A expectativa é que todos os benefícios do sistema de seguridade social sejam disponibilizados online em breve. Veja como funciona a plataforma Meu INSS e entenda quais informações podem ser obtidas na web.

 

Meu INSS: calculadora mostra quanto tempo falta para aposentadoria

 

1. Agendamentos e requerimentos

Vários serviços do INSS podem ser agendados online, mesmo sem ter a senha de acesso. Com CPF, nome e data de nascimento já é possível fazer a solicitação do seguro-desemprego, agendamento de auxílio-reclusão e outros benefícios da Previdência. O site também permite atualizar informações previdenciárias e consultar os requerimentos pedidos.

 

2. Aposentadoria por idade

A função de aposentadoria por idade já está permitida no serviço automatizado do Meu INSS. Após um breve cadastro, com CPF e dados da previdência, o cidadão pode saber com um clique a idade elegível para se aposentar. Caso o portal avise sobre a disponibilidade da aposentadoria, basta ir a um posto de atendimento do INSS para solicitar o benefício.

 

3. Salário-maternidade

Contribuintes do INSS podem pedir o salário-maternidade diretamente pelo Meu INSS. Ao informar a data de nascimentos e as informações do registro da criança, o portal acelera a obtenção dos dados e alerta se o benefício está disponível para a utilização. Em seguida, é necessário ir a um posto de atendimento com a documentação original. Vale lembrar que o salário-maternidade também é concedido para empregadas domésticas.

 

4. Extrato previdenciário (CNIS)

O extrato previdenciário pode ser consultado por meio da plataforma do INSS. Assim, os contribuintes podem obter um relatório mensal de depósitos por parte do empregador ou originados de contribuição individual. O documento permite saber se a empresa faz os recolhimentos corretamente e quais períodos faltam até a aposentadoria.

 

5. Extratos de consignado, benefício e imposto de renda

O Meu INSS permite acessar os extratos dos descontos mensais de empréstimos consignados, do histórico do recebimento de benefícios (aposentadoria, invalidez e outros) e relatório de imposto de renda. No caso de empréstimos, é possível saber a margem atual de consignação, os valores das parcelas e o prazo restante de pagamento. Já o registro para o IR detalha o recebimento anual para facilitar a declaração.

 

6. Resultado de perícia médica

Depois de passar por exame de perícia em um posto de atendimento, os requerentes de benefício por invalidez podem obter o resultado diretamente no Meu INSS. A consulta deve ser feita com CPF e senha registrada junto ao Dataprev. O cadastro pode ser feito no próprio site do INSS.

 

7. Carta de concessão e declaração

A carta de concessão é um documento que especifica a forma de cálculo do valor de benefícios já concedidos e fornece informações sobre o banco responsável pelo pagamento. Para obter a carta é preciso se cadastrar no Meu INSS com o CPF. Também é possível obter uma declaração que conste um benefício registrado, ou não, em seu nome.


Fonte: G1







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados