Página Inicial | QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 02/04/2018
Homem mata a ex-mulher com tiro na cabeça e comete suicídio
Compartilhar Notícia
Elaine Ferreira da Silva de 28 anos foi morta com tiro na cabeça (Foto: Reprodução/Instagram)


Um homem de 38 anos matou ex-esposa com um tiro na cabeça e depois cometeu suicídio, fato ocorrido no final da tarde de ontem, 01 de abril, em uma região de chácaras denominado Parque das Roseiras, em Sete Quedas, fronteira com o Paraguai.

 

Segundo consta no boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar local, armado com um revólver calibre 38, marca Taurus Special, Fernando Mário da Silva teria atirado contra a cabeça da ex-esposa, a comerciária Elaine Ferreira da Silva, de 28 anos, posteriormente disparado contra a própria cabeça.

 

De acordo com a polícia o casal, que estaria separado a pelo menos 6 meses, chegou a ser socorrido para o Pronto Socorro do Hospital Municipal, em Sete Quedas, mas já teria chegado morto na unidade de saúde.

 

No local onde ocorreu o fato, uma via pública no interior do Parque das Roseiras, os policiais encontraram o revólver utilizado para o crime, que estava com cinco munições no tambor, três intactas de duas deflagradas e os veículos do casal, uma motocicleta modelo importado marca Yamazuk 110cc, cor azul, de propriedade da vítima, Elaine Ferreira e um Gol, cor branca, pertencente a Fernando da Silva.

 

As características do local indicam que Fernando teria interceptado Elaine Ferreira, para cometer o feminicídio seguido de suicídio.

 

O corpo do casal que deixa uma filha de 10 anos, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Porã para ser submetido a exame necroscópico.

 

A Polícia Civil de Sete Quedas realizou a apreensão da arma, que deverá ser enviada para a realização de perícia técnica e vai instaurar um inquérito policial para apurar o caso.

 

Uma amiga da vítima ouvida pela reportagem do grupo A Gazeta informou que após a separação, Elaine teria saindo da loja que trabalhava, que seria pertencente a uma irmã de Fernando as Silva e atualmente tinha dois empregos, trabalhava em uma relojoaria durante o dia e como garçonete à noite.


Fonte: A Gazeta News







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados