Página Inicial | QUARTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 20/03/2018
Controladoria-Geral de MS abre canal de diálogo direto do Governo com a sociedade
Compartilhar Notícia
A CGE-MS foi sancionada por Reinaldo Azambuja no dia 9 de dezembro de 2016 (Foto: Chico Ribeiro)


O Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Controladoria Geral do Estado (CGE-MS), institui oficialmente um novo canal de diálogo com a sociedade. Depois do Portal da Transparência – que recebeu duas notas 10 da Rede de Controle durante a gestão do governador Reinaldo Azambuja – e do Sistema de Informação ao Cidadão (E-sic) – por onde é possível solicitar todo tipo de informação pública, chegou a vez de dialogar com a sociedade como um todo por meio da Ouvidoria-Geral. Esse é o novo canal que será lançado nesta terça-feira (20/03), às 8h30, no auditório do Sebrae-MS que vem para fechar o objeto de trabalho do monitoramento, ao lado da auditoria, correição e prevenção.

 

A ouvidora-Geral do Estado, Renata Lara Diniz Brandão, destaca que o sistema informatizado de ouvidorias que está em fase de implementação no Governo tem como papel primordial aproximar o cidadão da administração pública. Além disso, é uma poderosa ferramenta para incentivar o controle social e aprimorar a prestação de serviços públicos. Por meio da Ouvidoria, qualquer cidadão poderá enviar reclamações, denúncias, elogios, sugestões, solicitação de providências e de informações públicas.

 

“A Ouvidoria é um canal de diálogo, de comunicação, que vem no intuito de buscar a participação social junto à gestão pública, incentivar o controle social para a melhoria da prestação dos serviços públicos, bem como levar as demandas dos cidadãos aos órgãos e entidades públicas. Também tem como objetivo zelar pelo bom atendimento por parte dos mesmos, garantindo o direito de resposta ao cidadão, conforme determinações legais, além de primar pelo sigilo dos dados pessoais, monitorando todo o trâmite até a resposta final”, explica.

 

O controlador-geral, Carlos Eduardo Girão de Arruda, reforça que as informações recebidas por meio da Ouvidoria também serão objeto de trabalho do setor de Auditoria. “Em posse dessas informações, a Auditoria tem como verificar demandas, solicitar levantamentos e inspeções. As sugestões poderão ser enviadas para o governador e secretarias no sentido de implementar as melhorias dos processos, além de mapear demandas por todo Estado. A Ouvidoria será o canal direto do Governo com a população, propriamente dito. Juntas na CGE, a Auditoria, Corregedoria e Ouvidoria serão três unidades singulares”, afirma Girão.

 

Controladoria Estadual

A CGE-MS foi sancionada por Reinaldo Azambuja no dia 9 de dezembro de 2016. O órgão é ligado diretamente ao gabinete do governador e, conforme o controlador-geral, tem como função aproximar a população da gestão, por meio da transparência, ouvir a sociedade civil organizada, as organizações governamentais e a população em geral por meio da ouvidoria, bem como dar tratamento às informações geradas pela máquina pública e devolvê-las de forma gerencial ao Governo para tomada de decisões estratégicas.

 

“A CGE é um grande avanço no sentido de ser uma poderosa aliada na tomada de decisões mais efetivas e na implementação das políticas públicas. A função principal da Controladoria é auxiliar diretamente o governador em assuntos relativos à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão. Por meio do trabalho realizado é possível ter processos mais transparentes, maior índice de decisões acertadas e excessos eliminados. Tudo visando mais eficiência do gasto público e melhora na qualidade de vida do cidadão”, finaliza o controlador.


Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados