Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 24/02/2018
Rio Miranda sobe 4 cm por hora e famílias se negam a deixar casas
Compartilhar Notícia
Três bairros e comunidades ribeirinhas são monitorados pela Defesa Civil de Miranda (Foto: Reprodução/Prefeitura de Miranda)


Acima do nível de emergência, o Rio Miranda atingiu 7,50 metros neste sábado (24/02). A Defesa Civil de Miranda trabalha para convencer ribeirinhos a deixar suas casas antes de maiores prejuízos.

 

O coordenador da Defesa Civil local, Amarildo Argueiro, aponta que três famílias foram retiradas de suas residências até a tarde de sábado.

 

“O rio continua subindo e muito. Já temos várias ruas alagadas. O problema é que a maioria das pessoas não quer sair de casa. Falam que vão esperar mais, suspendem os móveis, mas não saem”, conta.

 

De acordo com Argueiro, o nível do curso d’água está subindo cerca de 4 centímetros por hora. Além das comunidades ribeirinhas, a Defesa Civil monitora os bairros Nova Miranda, Pantanal e Maria do Rosário.

 

Neste sábado, a prefeita Marlene Bossay vistoriou as localidades mais atingidas pela cheia. Os trabalhos para remoção das famílias em áreas inundadas começou na sexta (23), quando o Rio Miranda ultrapassou a cota de alerta e chegou a 7,15 metros.

 

Na quinta-feira, a Sala de Situação do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) emitiu Aviso de Evento Crítico, alertando para o risco iminente de alagamentos com potencial para provocar danos materiais e risco de vida em Miranda. O nível do rio começou a semana em 6,02 metros, na segunda-feira.


Fonte: Correio do Estado







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados