Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 19 DE JUNHO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 20/02/2018
Reinaldo Azambuja diz que guerra contra as facções criminosas é interesse de toda a sociedade
Compartilhar Notícia
Governador concede entrevista durante o lançamento da Jucems Digital (Foto: Chico Ribeiro)


Questionado pela imprensa sobre a intervenção no Rio de Janeiro, o governador Reinaldo Azambuja voltou a defender, nesta segunda-feira (19/02), uma maior presença das forças federais de segurança nas fronteiras brasileiras para reduzir a criminalidade em todo o País. Durante o lançamento da Jucems Digital, na Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), ele comparou o combate aos tráficos de drogas e armas a uma guerra.

 

“O Brasil, na hora que blindar as fronteiras, com Bolívia, com Paraguai, com outros países, com segurança ostensiva e presencial, terá uma diminuição enorme das drogas e das armas. Se não atacar essas facções, diminuindo o poderio financeiro delas, dificilmente nós venceremos essa guerra, que é de toda a sociedade”, afirmou o governador sul-mato-grossense.

 

Reinaldo Azambuja viaja para Brasília nesta terça-feira (20.2) e pretende novamente tratar do assunto com o Governo Federal. Ele lembrou que vem defendendo uma maior presença das forças nacionais de segurança desde a posse dele, em janeiro de 2015, já tendo discutido o assunto com a ex-presidente Dilma Rousseff e com o atual presidente Michel Temer.

 

O governador lembrou que Mato Grosso do Sul faz a sua parte no combate à criminalidade. Por conta da atuação das polícias civil e militar, em 2017, o Estado teve redução em todos os crimes contra a vida, como homicídios dolosos (-9%), feminicídios (-21%), homicídios culposos (-43%), homicídios culposos no trânsito (-10%) e roubos seguidos de morte (-46%). Dos 13 principais delitos em Mato Grosso do Sul, nove tiveram queda.

 

Contratos de gestão

Outro tema destacado por Reinaldo Azambuja foi o cumprimento dos contratos de gestão. Apesar da crise financeira que atingiu todos os estados, as secretarias estaduais, em três anos, cumpriram 75,6% dos compromissos feitos para o mandato. Ele considerou o índice satisfatório e destacou que os contratos de gestão são compromissos assumidos com a sociedade.

 

Jucems Digital

Já em funcionamento, a Jucems Digital é uma ferramenta que permite a abertura de empresas no Estado em qualquer lugar e em um período menor. Resultado de um trabalho de três anos, a Jucems Digital reduziu o tempo médio para abertura de empresas de 27 para três dias. Antes, o empresário precisava se deslocar para um dos 21 municípios com escritórios regionais da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul (Jucems).

 

Participaram do evento os secretários de Estado Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar); secretário-adjunto da Semagro, Ricardo Senna; diretor-presidente da RTVE, Bosco Martins; diretor-presidente da Jucems, Augusto César de Castro; superintendente do Sebrae-MS, Cláudio Mendonça; e os deputados estaduais Paulo Corrêa, Professor Rinaldo e Enelvo Felini.


Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados