Página Inicial | SEXTA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2018
Postada por: Jr Lopes dia 15/02/2018
Estudantes da Rede Estadual de Ensino voltam às aulas nesta quinta
Compartilhar Notícia
A Secretaria de Estado de Educação (SED) está desde o ano passado se preparando para a volta às aulas (Foto: Chico Ribeiro)


Nesta quinta-feira (15/02), os estudantes da Rede Estadual de Ensino voltam às aulas. São mais de 250 mil crianças, jovens e adultos que buscam conhecimento, espaço do mercado de trabalho e troca de experiências com colegas e professores. Só em Campo Grande, são mais de 60 mil estudantes nas 79 escolas estaduais, matriculados nos ensinos fundamental e médio, educação profissional e educação de jovens e adultos (EJA).

 

Kristofer Rizzo, do 3º ano do ensino médio na EE Hércules Maynone, conta que está ansioso pelo início das aulas e que espera que os colegas estejam tão motivados quanto ele, e que enxerguem a escola como uma segunda casa. “Espero poder dar continuidade ao meu aprendizado, tendo meus professores como amigos. Aprender sempre é meu maior objetivo, e partindo disso alcanço o mais alto patamar, pois o maior tesouro que temos na vida é nosso aprendizado, que ninguém pode nos tirar”, explica o estudante.

 

A Secretaria de Estado de Educação (SED) está desde o ano passado se preparando para a volta às aulas, com formações continuadas e processos de compra e distribuição de uniformes, kits escolares e merenda. “Nosso foco é a aprendizagem, mas os kits escolares, uniformes, merenda e formação para nossos profissionais são importantes meios para atingirmos nosso objetivo. Mato Grosso do Sul já é referência no salário dos professores e queremos ser referência também na aprendizagem”, destaca a secretária da pasta, Maria Cecilia Amendola da Motta.

 

Kits escolares e uniformes

Para 2018, o Governo do Estado adquiriu 290 mil kits escolares, apropriados para cada etapa de ensino. Inicialmente cotados a R$ 12,6 milhões, os kits foram adquiridos a R$ 8,4 milhões – por meio de adesão de ata de registro de preço do FNDE/Ministério da Educação, com uma economia de R$ 4,2 milhões.

 

Além do kit, a SED entrega também o uniforme. Cada estudante novo recebe duas camisetas e os antigos uma. As 300 mil camisetas foram compradas em novembro de 2017, quando foi finalizado o processo licitatório. Segundo a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), cada uniforme foi comprado por R$ 7,45, o que mostra investimento de mais de R$ 2,2 milhões.

 

Alimentação Escolar

Os valores repassados pela União/FNDE para a alimentação escolar terão este ano, pela primeira vez desde a sua implantação, a complementação do Governo do Estado para todas as modalidades de ensino. Serão liberados quase R$ 5 milhões a mais, que beneficiarão todos os estudantes da Rede Estadual de Ensino (REE). As escolas estão em processo de compras para que tenham tranquilidade e alimentação desde o primeiro dia de aula.

 

O reajuste será de R$ 0,09/estudante/dia, ou seja, de 25% para estudantes do ensino fundamental e médio, e de 28% para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), público que representa 95,5% dos atendidos pelo programa. Os demais terão aumento médio de 8%. Esses percentuais referem-se à complementação per capita/refeição a ser aplicada. O orçamento do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para 2018 é de R$ 28,7 milhões. Desse total, R$ 8,6 milhões têm como destino a compra de alimentos produzidos por agricultores familiares.

 

Para a secretária Maria Cecilia Amendola da Motta com a complementação é possível melhorar ainda mais a qualidade da alimentação, contribuindo para a aprendizagem e o rendimento escolar dos estudantes. “Esta é a primeira vez que o valor da merenda é complementado com recursos próprios em todas as modalidades. Até então, somente 4,5% da rede era contemplada”, informa a secretária.

 

O PNAE transfere recursos a estados e municípios, ao Distrito Federal e a escolas federais, com o objetivo de suprir as necessidades nutricionais dos estudantes de toda a educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos) matriculados em escolas públicas, filantrópicas e comunitárias conveniadas. (**Texto: Emilia Sbrocco Dorsa/ SED)


Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados