Página Inicial | QUARTA-FEIRA, 28 DE FEVEREIRO DE 2024
Postada por: João Guizolfi dia 02/04/2015
Júri condena jovem a 17 anos por matar ex-sogra em briga por bebê
Compartilhar Notícia
Luciano confessou o crime e justificou que "agiu de cabeça quente" (Foto: Marcelo Calazans)


O júri popular condenou Luciano Arcanjo Vicentini, 23 anos, a 17 anos de cadeia em regime fechado por ter matado a ex-sogra, Nair Medina Marques, 33 anos, numa discussão por causa de um bebê de um ano e meio. Ele foi julgado nesta quarta-feira (1º) na 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, presidida pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos.


Além de matar a ex-sogra a tiros, Luciano baleou a irmã da mulher, Nadir Marques, que estava na casa do momento da discussão. O assassinato ocorreu em fevereiro de 2011 no Jardim Colorado, em Campo Grande.


Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), Luciano era casado com a filha de Nair, uma adolescente de 14 anos. Eles se separaram e o jovem foi à residência da ex-sogra para discutir a situação da filha do casal, que tinha um ano e meio na época do crime.


Nair pretendia levar a menina para o interior do Estado. Como Luciano era contra, eles começaram a discutir. Ele contou que agiu de “cabeça quente” ao tirar o revólver e efetuar os disparos, que acertaram Nair e Nadir Marques. A ex-sogra morreu no local e a outra mulher conseguiu ser socorrida com vida.


Conforme a sentença de Pereira, Luciano vai cumprir 17 anos de reclusão em regime fechado. Ele poderá recorrer da decisão.


Fonte: Campo Grande News







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados