Página Inicial | SEGUNDA FEIRA, 21 DE OUTUBRO DE 2019
Postada por: Thaís Mayara dia 10/01/2010
Escola índigena vive estado de abandono perto do início das aulas
Compartilhar Notícia
Desde o dia 19/12 a escola está abandonada


A Escola Municipal Araporã que atende cerca de quinhentas crianças Kaiowa da aldeia Bororó na reserva indígena de Dourados vive em “estado de abandono” a menos de um mês do início do ano letivo.

 

A denúncia foi feita pelo professor Edson Benites na manhã deste sábado (9) durante reunião de lideranças indígenas. Conforme o relato feito pelo professor desde que terminaram as aulas no dia 19 de dezembro, que a escola ficou abandonada. A partir desta data nenhum funcionário apareceu na escola e a depredação foi inevitável.

 

Benites disse que há cerca de um ano que a escola está praticamente abandonada depois que foi trocada a coordenação que antes era escolhida pela comunidade. Além das janelas e vidros quebrados as salas de aula da escola estão precisando de reforma.

 

O professor mostrou o espaço do Viveiro de Mudas que está totalmente tomado pelo mato. No local, muitas mudas de jenipapo e de outras espécies de árvores estão com quase dois metros de altura. Edson Benites afirmou que até a horta está abandonada.

 

O sistema de abastecimento de água para a horta e para o viveiro de mudas está desativado e não funciona mais direito, assim como o sistema de captação das águas das chuvas para as duas cisternas.

 

Edson Benites mostrou a situação das salas de aulas, do bebedouro, dos sanitários e da quadra de esportes que precisam de reformas antes do início das aulas. O professor não sabe por que nenhum funcionário da escola está comparecendo ao trabalho e espera que a situação seja resolvida para garantir o início das aulas.

 

A redação tentou, na tarde deste sábado, sem sucesso falar pelo telefone celular com a secretária Municipal de Educação Marlene Vasconcelos para falar sobre a situação da escola que faz parte da REME (Rede Municipal de Ensino).


Fonte: Midiamax News







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados