Página Inicial | SÁBADO, 30 DE MAIO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 28/08/2009
Naviraí recebe no sábado o espetáculo Coreogeografia MS
Compartilhar Notícia

O espetáculo "Coreogeografia MS" estréia neste sábado, dia 29 de agosto, em Navirai. O espetáculo será encenado no auditório da Acen (Associação Comercial e Empresarial de Naviraí), a partir das 20 horas. Concepção da coreógrafa e produtora Blanche Torres, a peça também irá para Dourados na véspera da Independência, 6 de setembro, no Teatro Municipal.


O circuito prossegue dia 12 de setembro em Itaporã; 26 em Amambai; 3 de outubro em Maracaju e 18 de outubro, novamente em Dourados. Dia 1º de novembro chega em Campo Grande e em 7 de novembro, Glória de Dourados. Uma promoção do Grupo Dome, com investimento do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.


Segundo a coreógrafa e diretora do Grupo Dome, Blanche Torres, o "Coreogeografia MS" apresenta o folclore de Mato Grosso do Sul de forma contemporânea e bem humorada. Uma homenagem à dança-teatro da coreógrafa alemã Pina Bausch, que morreu recentemente.


As danças foram inspiradas nas memórias dos bailarinos e mostram como os sul matogrossenses se movimentam. A proposta de criação coreográfica se apropriou dos verbos dos poemas de Manoel de Barros para criar movimentos embalados por músicas de Helena Meirelles, Dino Rocha, Tetê Espindola, Almir Sater, entre outros.


Blanche Torres vai ministrar as oficinas de "Dança Criativa", aberta para a comunidade, e que acontecerão em todas as cidades onde o espetáculo será apresentado.


Blanche Torres


Blanche Torres teve formação em dança no Balé Stagium, de São Paulo. Foi aluna dos principais mestres de dança nacional, como Liliane Benevento, Ricardo Ordones, Jane Blauth, Angel Viana, Ruth Rachou, Sonia Motta, entre outros.


Atuou como atriz em diversos espetáculos nacionais, "Cabaret", "Brida", "Meno Male", e outros. Dirigiu e produziu mais de uma dezena de peças teatrais: "Tereza", de sua autoria; "Teré", com músicas de Emmanuel Marinho; "Mulheres que dançam com lobos", de Blanche Torres com músicas de Villa Lobos; "O que você faria se o mundo fosse acabar esta noite" e "Ed e Eu", ambos de Flávio de Souza; além dos infantis, "Eu chovo, tu chove, ele chove", de Sylvia Orthof; "Alice no país das maravilhas"; "O Pequeno Príncipe"; "A bruxinha que era boa", de Maria Clara Machado.


Blanche Torres é artista plástica, jornalista e escritora, pós graduada em Arte-Educação e pós-graduanda em Dança.


Fonte: Maria Lucia Tolouei/ Douradosagora







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados