Página Inicial | SEGUNDA FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
Postada por: Andrey Vieira dia 30/11/2009
Hoje é o último dia para receber o 13º salário
Compartilhar Notícia

Termina nesta segunda-feira (30) o prazo legal para os empregadores pagarem a primeira parcela do 13º salário a seus funcionários. Com o dinheiro na mão, muita gente sai gastando. Antes de correr para o shopping, porém, especialistas ouvidos pelo G1 sugerem outros jeitos de gastar o dinheirinho extra.

 

A primeira dica é para quem tem dívidas caras, como as de cheque especial ou rotativo do cartão de crédito: quite-as totalmente ou parcialmente antes de mais nada, já que os juros são muito altos e fazem o valor devido aumentar muito rapidamente.

 

“Tem gente que faz um controle do orçamento familiar, mas não das dívidas. Muita gente nem sabe quanto paga de juros e quanto é o principal que está devendo, só sabe o valor que tem que pagar para continuar rolando a dívida”, diz Conrado Navarro, consultor de finanças pessoais e autor do livro “Vamos Falar de Dinheiro?”.

 

A primeira providência, então, é descobrir de quanto é a dívida e ligar para o banco ou instituição para negociar. Esse passo é importante porque muitas vezes o banco pode “congelar” a dívida (parar de cobrar juros) e parcelar o valor devido sem juros se o cliente se comprometer com o pagamento.

 

Para quem tem só dívidas de pequeno valor ou uma ou outra parcela atrasada, às vezes é possível quitar os atrasados e ainda sobrar uma parte do 13º salário. Para esses, a notícia é boa: “Qualidade de vida é importante”, diz Navarro. “O dinheiro serve também para aproveitar as férias, as festas de final de ano, realizar um desejo.”

 

 

Compras

Quem vai às compras deve aproveitar o dinheiro no bolso e tentar negociar um preço melhor à vista. “É importante pesquisar e comparar preços para fazer um bom negócio”, diz Carla dos Santos. “As pessoas às vezes não têm noção do desconto que você consegue. Por exemplo, hoje a poupança rende no ano cerca de 7%, então um desconto de 5% à vista é significativo”, diz Navarro.

 

Alcides Leite, professor de economia da Trevisan Escola de Negócios, diz que é bom evitar contrair novos parcelamentos, por causa de outros velhos conhecidos dos brasileiros: os gastos de início de ano, como impostos, viagens e matrícula, uniforme e material escolar.

 

A dica de Leite é, se sobrar algum dinheiro do 13º, colocá-lo na poupança para usar em janeiro e fevereiro nestes gastos. Depois desse período, se ainda houver alguns reais na conta, pode-se fazer um investimento: Leite aponta os fundos de renda fixa, o Tesouro Direto e as ações como algumas das aplicações disponíveis ao consumidor.


Fonte: G1







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados