Página Inicial | SEGUNDA FEIRA, 09 DE DEZEMBRO DE 2019
Postada por: Andrey Vieira dia 25/10/2009
Tranferência de presos do RJ para MS pode evitar articulação
Compartilhar Notícia

Traficantes cariocas serão transferidos hoje para o presídio federal de Campo Grande para evitar articulação da facção criminosa CV (Comando Vermelho).


De acordo com o diretor do Depen (Departamento do Sistema Penitenciário), Wilson Damázio, na penitenciária sul-mato-grossense estão lideranças das milícias, grupo rival do CV.


Ele explica que, como os traficantes integram o Comando, não poderiam ir para o presídio de Catanduvas (PR), onde predominam internos da mesma facção.


Entretanto, Damázio pontua que todos os presídios federais têm quatro alas, situação que permite o isolamento entre detentos de cada uma delas.


“Eles não têm contato com presos de outras vivências”, ressalta.


O diretor explica que, embora os presidiários sejam de uma mesma facção criminosa, podem ser rivais. “Às vezes são inimigos”, completa.


A operação de transferência dos traficantes do Rio de Janeiro para Campo Grande começou esta manhã.


Forte esquema de segurança foi montado para a remoção dos criminosos, apontados como responsáveis pelos ataques na capital carioca iniciados na semana passada.


Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, os presos podem ter ligação com a invasão do Morro dos Macacos que deu origem a sequência de ataques que provocaram a morte de 33 pessoas em cinco dias.


Virão para Campo Grande: Nei da Conceição Cruz, o “Nei Facão”; Cassio Monteiro das Neves, "Cássio da Mangueira”; Márcio Silva Matos, o “Marcinho Muleta”; Roberto Ferreira Vieira, “Robertinho do Jacaré”; Jorge Alexandre Cândido Maria, o “Sombra”; Marcelo Soares de Medeiros, o “Marcelo PQD”; Fábio Pinto dos Santos, o “Fabinho São João”, Ocimar Nunes Robert, o “Barbosinha”; Claudecyr de Oliveira, o “Noquinha” e Edgar Alves Andrade, o “Doca”.


Milícia - Desde maio deste ano, Ricardo Teixeira da Cruz, o Batman, está na penitenciária de Campo Grande.


Batman é ex-policial e integra a milícia conhecida como Liga da Justiça. O grupo é comandado pelo ex-vereador Jerônimo Guimarães e o irmão dele, o ex-deputado Natalino José Guimarães.


Os dois já estavam no Presídio Federal de Campo Grande, onde o traficante Luís Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, também cumpre pena.


Fonte: Campo Grande News







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados