Página Inicial | QUARTA-FEIRA, 30 DE SETEMBRO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 23/08/2009
André cobra respeito a produtores rurais e defende a extinção da Funai
Compartilhar Notícia
André se incluiu entre os ruralistas e colocou-se à disposição da classe (Foto: Alessandra Carvalho)


O governador André Puccinelli (PMDB), em discurso na manhã de sábado (23), durante a posse de Ademar Silva Júnior na presidência da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), exigiu mais respeito à classe produtora rural do Estado (sob ameaça de perder terras para reservas indígenas na região Sul) e por fim, defendeu a extinção da Funai (Fundação Nacional do Índio), corroborando o discurso do ex-deputado federal e atual conselheiro do Tribunal de Contas, Waldir Neves.


O evento acontece no Grand Mère Buffet, no Carandá Bosque, em Campo Grande, reúne cerca de 600 pessoas, muitas autoridades, políticos e lideranças empresariais, como o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, deputado Waldemir Moka, vice-governador Murilo Zautih, vice-prefeito Edil Albuquerque, deputados estaduais Reinaldo Azambuja, Zé Teixeira, Carlos Marun, Rinaldo Modesto, Márcio Fernandes e Akira, a secretária de Produção Tereza Cristina e o presidente da Acrissul, Francisco Maia.


Os discursos se transformaram em manifestação de repúdio aos estudos antropológicos que a Funai quer realizar para identificar possíveis áreas de direito dos índios guaranis no Sul do Estado. André se incluiu entre os ruralistas, colocou-se à disposição da classe, inclusive para “corrigir possíveis falhas de seu governo”, disse que não há crime em desejar lucro e que nada tem contra as causas indígenas, só não acha justo prejudicar os produtores tomando suas terras.


Segundo o governador, apenas 34% do território de Mato Grosso do Sul é considerado bom produtivamente. “E não podemos desperdiçar nem 1% dessa área”, completou, fazendo referência às demarcações.  “Nós somos contra a invasão, expropriação e bandidagem. Somos contra os que não produzem e querem papinha na boca”. Em seu dircurso, o governador foi várias vezes interrompido com aplausos pela plateia.


Após o governador, o presidente da Famasul, Ademar Júnior, fez seu pronunciamento. A senadora Kátia Abreu (DEM-TO), presidente da Confederação Nacional de Agricultura, não pode estar presente, mas mandou uma mensagem gravada em vídeo. A chapa empossada hoje é composta por Ademar Silva Júnior como presidente, Eduardo Corrêa Riedel (vice-presidente); 1° secretário, Dácio Queiroz da Silva; 2° secretário, Luiz Carlos Pantalena; 3° secretário, José Lemos Monteiro; 1° tesoureiro, Maria Lizete Barreto de Menezes Brito; 2° tesoureiro, Almir Dalpasquale; 3° tesoureiro, José Armando Cerqueira Amado.


Os membros do Conselho Fiscal são Otávio Álvares Monteiro, Reinaldo Alves dos Santos e João Nelson Lyrio. Seus suplentes: Domingos Martins de Souza, Jesus Camacho e Sandro Luiz Mendonça, respectivamente.


Fonte: Midiamaxnews







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados