Página Inicial | TERÇA-FEIRA, 16 DE JULHO DE 2019
Postada por: Jr Lopes dia 23/10/2009
Deputado usa tribuna para falar sobre audiência
Compartilhar Notícia
Paulo Corrêa defende o recadastramento dos pescadores profissionais em Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)


O deputado estadual Paulo Corrêa (PR), presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembléia Legislativa, defendeu o recadastramento dos pescadores profissionais em Mato Grosso do Sul, durante a sessão plenária de quarta-feira,21 de outubro.


Ele apoiou proposta do procurador-geral de Justiça, Miguel Vieira da Silva, que defendeu durante a audiência pública da pesca, a identificação do número real de pescadores profissionais. O MPE (Ministério Público Estadual), a Fundação do Trabalho e a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, de Planejamento, de Ciência e de Tecnologia farão o levantamento.


Atualmente, as colônias estimam 5 mil profissionais no Estado. No entanto, o Governo tem em seu cadastro 1.543 pessoas. "Devemos trabalhar em cima da sustentabilidade", defendeu o parlamentar, sobre o debate para a liberação de petrechos como anzol de galho, joão bobo e tarrafas.


O deputado Paulo Corrêa relatou os casos de Argentina e Chile, que já acabaram com a pesca profissional e os pescadores profissionais foram inseridos em outro patamar, destacou e disse ainda que "A saída é a pesca com tecnologia para a pessoa ganhar mais dinheiro", frisou, defendendo que o que precisamos é um programa para ajudar os pescadores sem prejudicar o meio ambiente.


Fonte: Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados