Página Inicial | QUINTA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO DE 2020
Postada por: Jr Lopes dia 16/10/2009
Paulo Corrêa participa de assinatura da prorrogação do Programa Energia Extra
Compartilhar Notícia
Paulo Corrêa diz que este é um passo importante na relação entre indústria, poder público e a concessionária (Foto: Divulgação)


O deputado Estadual Paulo Corrêa (PR) participou na manhã de quinta-feira, 15 de outubro,  junto ao presidente da Fiems, Sérgio Longen, e o vice-presidente de operações da Enersul, Sidney Simonaggio da assinatura do termo de manutenção do Programa Energia Extra até dezembro de 2010, beneficiando pelo menos 500 indústrias de Mato Grosso do Sul com energia elétrica a baixo custo no horário de ponta das 17h30 às 20h30. Pelo acordo celebrado hoje, essas empresas pagarão R$ 0,38 pelo kW/h (quilowatt/hora) contra R$ 1,60 que seria cobrado a partir do fim do Programa que terminaria nesta quinta.


Para o deputado Paulo Corrêa, que foi o presidente da CPI da Enersul, este é um passo importante na relação entre a indústria, o poder público, e a empresa concessionária, que beneficia não só aos empresários como o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, além de beneficiar o meio ambiente.


Segundo Sérgio Longen, primeiramente, a manutenção do Energia Extra vai representar mais competitividade para as indústrias de Mato Grosso do Sul. “Agora, nós temos até dezembro de 2010 para conseguir efetivar essa energia mais em conta para as nossas empresas.


Além disso, os empregos nessas 500 indústrias foram mantidos, ou seja, é uma soma de fatores positivos que faz com que o setor consiga produzir no horário de pico neste momento de pré-recuperação da economia”, reforçou, lembrando que, em comparação com o uso de gerador movido a óleo diesel, o Programa significará uma economia de até 50% para os industriais, além de eliminar futuros problemas ambientais com a utilização de combustível fóssil.


Fonte: Assessoria







Naviraí Diário | Todos os Direitos Reservados